O que é Armador no Comércio Exterior? Confira os tipos

Você sabe o que é armador marítimo e qual é o seu papel no transporte para o Comércio Exterior?

O modal marítimo é um dos mais populares entre os profissionais de Comércio Exterior e também o que mais movimenta cargas no mundo inteiro. Os dez maiores portos do mundo juntos movimentam cerca de 80% de todas as mercadorias negociadas entre as nações.

Veja também: Frete Internacional: O que é e como funciona?

Não é possível falar sobre este modal sem entender os principais agentes logísticos que operam dentro dele. Os Armadores são um deles! Peças essenciais dentro da cadeia logística de um embarque marítimo, e aqui neste artigo você vai tirar as suas dúvidas e entender tudo sobre essas grandes empresas.

O que é armador, afinal?

o que é armador 01

Armadores são os responsáveis por realizar o transporte marítimo, seja local ou internacional. O armador executa toda a operação e transporte de cargas de um porto a outro e opera os navios e rotas já existentes no comércio internacional.

Eles podem ser proprietários dos navios ou então possuir a concessão para utilizar navios e contêineres de terceiros. Uma informação interessante é que o país de registro das atividades do armador, não é necessariamente o mesmo do navio. Por questões tributárias, muitos armadores operam com navios de outros países, que oferecem mais vantagens fiscais.

Tipos de armador

o que é armador 02

Dentro da classe de transporte marítimo, existem três tipos de Armadores: O Proprietário, o Gerente e o Locatário. Basicamente, as suas funções condizem com sua nomenclatura.

Proprietários

Os Proprietários são os donos dos navios e exploram diretamente a embarcação;

Gerentes

Os Gerentes operam navios pertencentes a outros Proprietários;

Locatários

E os Locatários recebem autorização para administrar um navio que não é de sua propriedade.

Tipos de transportes marítimos

o que é armador 03

E, dentro dos navios cargueiros que são operados por Armadores, há diversos tipos, como:

Carga geral

Especialmente para o transporte de cargas embaladas ou produtos manufaturados, que não sejam a granel.

Veja também: 4 tipos de containers marítimos mais utilizados na importação

Petroleiro

São usados para transportar não só o petróleo bruto, mas também seus derivados, podendo carregar mais de 300 mil litros de combustíveis e derivados.

Graneleiro

Como sugere o próprio nome, é utilizado para carregar e descarregar mercadorias a granel (como minerais, carvão e grãos).

Gás liquefeito

Liquefação é o ato de converter uma substância no estado gasoso para o estado líquido, como GPL, GNL, etileno, amônia, propileno, entre outros.

Roll-on Roll-off

Também chamado de RoRo, transportam qualquer carga que embarca e desembarca sobre rodas: seja por cima de rodas próprias, seja por meio de um equipamento desenvolvido para essa finalidade. Em seu convés, podem ser alocados containers.

Cargas químicas

Fazem o transporte apenas de produtos químicos.

Frigorífico

Possuem equipamentos de refrigeração em seus porões, para manter a carga na temperatura ideal até chegar ao destino. São muito usados na pesca comercial em grande escala.

Cargas vivas

Esses modelos têm rampas para embarcar animais, geralmente gado ou equinos e são compartimentados como um curral, com células individuais para os animais.

Porta-container

Exclusivo para transporte de containers e são divididos em dois tipos: o com convés corrido e o celular, ambos pensados para o embarque por guindastes. Praticamente todos possuem ligações para os contêineres refrigerados (reefer).

Carga projeto

Cargas de projeto são todas aquelas cujas medidas, dimensões e peso estão fora dos padrões para o embarque em contêineres convencionais. Como, por exemplo:

  • reatores,
  • turbinas,
  • guindastes,
  • plataformas,
  • etc.

Para o transporte podem ser utilizados navios RoRo, para as cargas rolantes, navios BreakBulk, especializados em carga solta, ou navios Porta-Container, para o transporte de equipamentos especiais.

Armadores x NVOCC x Agências Marítimas

o que é armador 05

Muitas pessoas ainda têm dificuldades em entender o papel de um Armador e de um NVOCC. São duas entidades diferentes, mas que operam no mesmo segmento, o modal marítimo.

Veja também: Logística portuária: o que é, desafios e como impacta na economia do país?

NVOCC (Non-Vessel Operating Common Carrier)

o que é armador 06

NVOCC é uma sigla que significa Non-Vessel Operating Common Carrier, ou seja, é um transportador comum e não proprietário de navio. Ele faz o transporte marítimo nas embarcações de armadores, tem o controle de uma parte do navio, mas não possui responsabilidade pela administração da embarcação. O NVOCC emite seu próprio conhecimento de embarque (Bill of Lading ou BL) e assume todos os custos junto às companhias marítimas, como o pagamento de frete, de taxas portuárias, custo de detention e de demurrage, entre outras.

Veja também: Redução de custos e Cálculo ROI na Gestão de Comércio Exterior

Vantagens do NVOCC

O foco do NVOCC são as mercadorias em pouca quantidade e em lotes pequenos. Para os armadores é mais vantajoso trabalhar com grandes volumes, com as cargas que preenchem todo um container. Para cargas fracionadas, o NVOCC acaba sendo uma opção melhor para os clientes. Assim, várias cargas fracionadas são reunidas por vários embarcadores, que fecham um lote para fazer o transporte.

Veja também: Logística Internacional: O que é, importância e como funciona?

E as Agências Marítimas, o que são?

o que é armador 07

São os intermediadores entre os Clientes (Importadores e Exportadores) e Armadores, e também são designadas pelos Armadores para representá-los em seus interesses, deveres e obrigações nos portos, perante as autoridades portuárias. A Agência Marítima pode ser uma filial do próprio Armador ou uma empresa prestadora de serviços.

Elas são responsáveis pelo ingresso da carga ao interior do navio, controle de operações de carga e descarga, além de cuidar de toda a parte burocrática e financeira, como receber os valores referentes ao transporte. Algumas outras atividades que também são de responsabilidade dos Agentes Marítimos são:

  • Emitir o BL, caso o armador não puder fazê-lo;
  • Receber as taxas locais para liberação de BL;
  • Controlar o estoque de containers;
  • Gerenciar o tempo de Detention e Demurrage dos containers;
  • Liberar os containers vazios;
  • Cuidar da manutenção e do reparo de containers.

baixar planilha notas fiscais entrada produtos grátis

Agentes de carga

o que é armador 08

Também dentro desse contexto, precisamos falar brevemente sobre o papel dos Agentes de Carga (Freight Forwarder), que têm como função providenciar reservas de espaço e negociar fretes com os Armadores. Um embarque marítimo pode ser feito via Agente de Cargas (MBL em nome do Agente de Cargas e HBL em nome do Importador / Exportador) ou direto pelo Importador / Exportador (MBL em nome do contratante e não há emissão do HBL).

O Agente de Cargas é um dos operadores logísticos dentro de um processo de Importação ou Exportação, junto com os Armadores e NVOCC. A contratação do seu serviço não é obrigatória.

Dentre as suas principais atividades estão:

  • Confecção do draft (espelho) do BL;
  • Cumprimento de prazos entre os Armadores, NVOCC e terminais de embarque ou descarga;
  • Preparação da documentação necessária para o embarque ou descarga das mercadorias;
  • Em alguns casos, o serviço de desembaraço aduaneiro.

Veja também: Importação por conta e ordem: o que é, como funciona e quais os benefícios?

Armadores europeus: Os gigantes do mundo

o que é armador 09

O que os maiores armadores do mundo têm em comum? Todos são empresas europeias, a Maersk é dinamarquesa, MSC é italiana, a CMA CGM é uma gigante francesa e a Hapag Lloyd alemã. Este mercado é bastante dinâmico e é comum vermos fusões ou compras de um armador por outro.  Nos últimos anos, a CMA CGM comprou a Neptune Orient Lines, a Hapag Lloyd comprou a CSAV, a Hamburg Sud comprou a CCNI e depois foi comprada pela Maersk, a China Shipping se fundiu com a COSCO e as três gigantes japonesas MOL, NYK e Kline se fundiram, formando a ONE e, por fim, tivemos a falência da Hanjin. Atualmente, a Maersk é considerada o maior armador do mundo com aproximadamente 630 navios e mais de 33.000 funcionários.

Veja também: Processo de importação: Conheça dicas para sua empresa dominá-lo!

Conclusão: Importância dos armadores, NVOCC e agências marítimas

Com esta leitura, é possível concluir o quão importante são os Armadores, NVOCC e Agências Marítimas dentro da cadeia logística e como motores das operações de Comércio Exterior pelo mundo. São elementos extremamente relevantes e cumprem diferentes papéis dentro do transporte internacional de cargas. Para que a negociação seja concretizada e todos obtenham o retorno esperado, é imprescindível contar com a contribuição de cada um desses fatores.

Para obter assistência especializada e identificar a melhor solução para a sua empresa, entre em contato com a GETT. Não perca tempo:

demonstração grátis sistema comércio exterior

Artigo escrito por Nathalia Brito Amorim
Comex na Prática
LinkedInInstagramYouTubeFacebookSite

Menu