Exportação de calçados aos Emirados mais que dobra

São Paulo – A exportação de calçados brasileiros aos Emirados Árabes Unidos mais que dobrou em volume no primeiro trimestre. Foram comprados 774,5 mil pares, volume 126,6% maior que o do mesmo período de 2018. Em receita, o valor de US$ 5,24 milhões foi 71,2% superior no mesmo comparativo. Os Emirados figuram na 13ª posição entre os principais compradores do calçado brasileiro e foram o único país árabe entre os 20 principais destinos nos três primeiros meses de 2019. Os dados são da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados).

No total, foram exportados 35 milhões de pares no primeiro trimestre, por US$ 267,1 milhões, altas de 14,9% e de 6,4%, respectivamente, no comparativo com o mesmo período de 2018. Os principais destinos dos calçados brasileiros no trimestre foram Estados Unidos, Argentina e França.

Em março, porém, as exportações totais de calçados brasileiros tiveram queda tanto em volume quanto em receita, conforme a Abicalçados. Em pares, a queda foi de 7,7%, e em receita, de 9,4%, no comparativo com igual período do ano passado. Foram embarcados 9 milhões de pares no mês, totalizando US$ 83,9 milhões.

De acordo com a Abicalçados, o resultado de março foi influenciado pela queda das vendas ao mercado argentino. No mês passado, a Argentina importou 50% menos em receita e 34,9% menos em volume em relação a março de 2018, registrando a compra de 880 mil pares a US$ 10,96 milhões.

“A retração no consumo doméstico, somada às medidas de contenção das importações impostas pelo FMI, tem provocado a queda nas exportações para lá (Argentina) desde o segundo semestre do ano passado”, afirmou em nota o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein. As constantes oscilações do câmbio, que prejudicam a formação de preços, também influenciaram o revés no mês.