Compartilhar

Compartilhar

Compartilhar

dicas-para-importadores-de-mercadorias-2021

5 dicas para importadores de mercadorias vencerem em 2021!

Por que importar continua sendo um bom negócio?

 

Podemos concordar que 2020 foi um ano desafiador para todos, o ano se encerrou com muitas pessoas esperançosas de que em 2021 tudo iria melhorar. Um ano se passou desde o início da pandemia e, infelizmente, mesmo com o início da aplicação da vacina nos estados brasileiros, sabemos que as coisas demoram a melhorar e os desafios continuam aí.

 

Em 2020 a balança comercial finalizou com um superávit de US$50.9 bilhões e queda registrada tanto nas importações quanto nas exportações. Os principais países dos quais o Brasil importou foram China (23%), Estados Unidos (16%), Alemanha (5,9%) e Argentina (5,3%).

 

Mesmo com a crise que o mundo inteiro está enfrentando, as importações aumentaram 5,2% no primeiro bimestre deste ano em relação a 2020 e a tendência é aumentar ainda mais em razão do avanço da tecnologia, da desburocratização e dos profissionais cada dia mais atualizados.

 

A importação de produtos para distribuição no mercado nacional é um excelente negócio porque, além de beneficiar as empresas e consumidores, ainda beneficia o país com mais inovação, mais eficiência na produção, mais empregos e, consequentemente, mais renda para a população.

 

Com a transformação digital que vivenciamos hoje é possível encontrar um caminho para que importadores que vendem suas mercadorias no mercado nacional possam “vencer em 2021”, reduzindo custos, aumentando seu lucro e, o mais importante: entregando valor aos seus clientes. Neste artigo serão apresentadas 5 dicas que podem impulsionar os seus resultados neste ano (você irá perceber que estes 5 conceitos estão interligados e um depende do outro para o sucesso da sua empresa).

1- Tendências de mercado na importação:

Com a pandemia da COVID-19 houve diversas mudanças significativas nos padrões de consumo da população e, consequentemente, na venda: muitos produtos deixaram de ser consumidos, enquanto outros tiveram um aumento considerável, impactando diretamente nas importações. É muito importante que empresas importadoras se preocupem com as tendências do mercado no qual estão inseridas.

e-Commerce e Marketplaces

As vendas eletrônicas aumentaram 68% em 2020 em comparação com o ano anterior e a cada dia esse percentual aumenta, não apenas no formato B2C (Business to Customer) como estamos acostumados, mas especialmente B2B (Business to Business). Esse mercado é relativamente novo no Brasil, porém possui uma forte tendência de crescimento, afinal o valor das transações no e-commerce B2B pode ser três vezes maior do que no B2C. A grande vantagem de a empresa estar em um marketplace é a visibilidade que terá na internet, a chance de largar na frente da concorrência, a facilidade de comparar preços e realizar testes e a possibilidade real de aumentar o seu faturamento.

 

Vender produtos em marketplaces não é complexo, mas requer planejamento e um bom controle por parte da empresa.

2- Planejamento e controle financeiro:

Estudo de viabilidade financeira na importação

 

O cálculo de viabilidade financeira tem como objetivo prever se o investimento de capital e tempo são viáveis para desenvolver o projeto. Na importação, o ideal é realizar uma simulação com todos os custos que abrangem a operação, como: valor aduaneiro, tributos federais e estaduais, alíquotas da NCM do produto e qual será o tempo de retorno do investimento.

 

É interessante também estabelecer perguntas-chave, como “qual será a origem?”, “quais são os custos logísticos?”, “qual o INCOTERM?”, “quem são os concorrentes?, “qual será a quantidade?”, “qual será o transit time?”, “a mercadoria precisará de mais uma etapa de produção após sua chegada?”, “existem benefícios fiscais?”, “existem anuências necessárias?”, “existem peculiaridades para importação desse produto?” entre muitas outras perguntas que devem ser adequadas ao seu embarque.

 

Para deixar seu estudo mais seguro utilize uma ferramenta confiável que possua um Simulador de Custos de Importação!

Controle financeiro dos embarques

No momento em que os embarques estão acontecendo é importante que exista um controle financeiro para garantir que o que foi planejado no estudo seja efetivamente executado sem impactos no custo da mercadoria importada, para isso, é necessário ter controle sobre as despesas do processo, fechamento de câmbio, demurrages, tributações e até mesmo possíveis adversidades que possam ocorrer.

 

A tecnologia de automação pode ser uma grande aliada para otimizar o tempo que sua equipe leva para administrar todos os custos e despesas da operação.

3- Gerenciamento da operação:

Gestão de estoque

 

A gestão de estoque é essencial para que novos importadores tenham sucesso em 2021, pois garante benefícios como:

 

  • Garantia de continuidade de estoque e aumento a satisfação do cliente;
  • Poder de barganha com fornecedores e boas negociações;
  • Redução de custos;
  • Otimização do tempo;
  • Maior organização da produção e eficiência operacional.

Gestão de vendas

Gestão de vendas é o processo que engloba as ações necessárias para planejar metas de vendas e atender as demandas dos clientes.

 

Principalmente em momentos de crise é importante que exista uma comunicação com todos os integrantes da equipe, principalmente vendedores, pois eles conseguirão justificar aos clientes possíveis aumento de preços e eventuais atrasos.

Gestão de riscos

Assim como no último ano, em 2021 já identificamos muitos desafios logísticos para os players do Comércio Internacional, como:

 

  • Blank Sailing;
  • Falta de equipamento;
  • Cancelamento de voos;
  • Atrasos; e
  • Valores de frete sensíveis ao mercado.

 

Fazer um bom gerenciamento de risco pode trazer visibilidade operacional, segurança e agilidade nos processos. Quanto mais dados a empresa possuir melhor ela saberá e melhor poderá lidar com situações adversas.

Gestão do tempo

 

Em importações realizadas para a venda B2B é necessária atenção redobrada aos prazos (em todas as etapas), pois atrasos podem gerar não apenas grandes prejuízos ao processo, mas também desgaste com os clientes.

 

A gestão do tempo requer um modelo de gestão ágil em todas as etapas, desde a compra internacional até a venda no mercado nacional.

Gestão de compras

 

Diversificar os fornecedores das mercadorias e qualificá-los pode ser uma excelente estratégia para ter um preço mais competitivo, aumentar o lucro da operação e até trazer mais segurança para a cadeia de suprimentos. Deve-se sempre lembrar que a gestão de compras não significa comprar ao preço mais baixo, mas sim realizar a compra adequada, com qualidade e no tempo certo.

4- Otimização dos processos logísticos

Estudo completo da operação logística

 

A otimização de processos logísticos consiste no aprimoramento das atividades de importação em suas diferentes etapas e na busca de mais eficiência e qualidade (reduzindo gargalos, erros operacionais, trazendo mais agilidade e se adequando aos processos de distribuição). O estudo da operação logística beneficia tanto a empresa quanto seus clientes e pode até mesmo levá-la a criar um diferencial competitivo entre sua concorrência.

 

Vale lembrar que a eficiência é um processo de melhoria contínua, é necessário ter uma equipe que saiba analisar dados e informações e identifique possíveis problemas, a fim de encontrar a solução para eles.

Redução de custos

Reduzir custos logísticos pode representar grandes ganhos financeiros para o importador e existem diferentes formas de reduzir custos nas operações: benefícios fiscais, redestinação da carga, consolidação do embarque, poder de barganha com fornecedores logísticos, acompanhamento de KPIs (Indicadores-Chave de Desempenho), domínio da legislação vigente e a criatividade para resolução de problemas.

 

Quanto maior a competitividade do mercado, mais o consumidor se atenta ao valor do dinheiro e não do produto. Por esse motivo, eliminar processos desnecessários em uma operação pode ajudar a reduzir custos e ajudar o cliente a entender o valor real do produto.

5- Inteligência de mercado junto a digitalização

Tomada de decisão baseada em dados

 

O sucesso de importadores que utilizam o modelo B2B está relacionado à inteligência de mercado utilizada: conceito que estuda o mercado como um contexto geral (empresa, concorrência, consumidores e clientes).

 

A inteligência de mercado ajuda importadores na tomada de decisão através de conhecimento estratégico que foi desenvolvido através de dados e informações valiosas do mercado. Tomar decisões através de dados confiáveis reduz incertezas e aumenta a escalabilidade do negócio.

Sucesso do cliente

 

Focar em satisfazer o cliente está relacionado à percepção do cliente em encontrar as vantagens e benefícios do produto, para isso é importante saber como entregar valor. E quando falamos em “entregar valor” significa dizer que o produto deve possuir qualidade, que é o conjunto de: confiança, comprometimento e satisfação.

 

Uma vez que o cliente percebe o valor agregado ao produto adquirido ele irá se tornar leal à empresa e estará disposto a indicar novos clientes.

 

Software

 

Para realizar todas essas dicas é essencial possuir um software que te auxilie desde o início da operação (no planejamento) até a entrega de valor ao seu cliente.

 

A Gett Tecnologia é especialista em transformação digital e possui um software capaz de eliminar esforços desnecessários para os profissionais do Comércio Exterior e todo o backoffice. Ser especialista significa entender a fundo não somente os processos de Comércio Exterior, mas também as necessidades das pessoas que estão nessa área. Queremos que empresas e pessoas possam crescer por meio da tecnologia e faremos isso junto com você!

 

Solicite sua demonstração agora mesmo.

O melhor software de gestão para importadores do Brasil!
O melhor software de gestão para importadores do Brasil!
Comece agora a transformação digital na sua empresa com um software especializado em comerciais importadoras e trading companies.
O melhor software de gestão para importadores do Brasil!
O melhor software de gestão para importadores do Brasil!
Comece agora a transformação digital na sua empresa com um software especializado em comerciais importadoras e trading companies.
dicas-para-importadores-de-mercadorias-2021

5 dicas para importadores de mercadorias vencerem em 2021!

Por que importar continua sendo um bom negócio?

 

Podemos concordar que 2020 foi um ano desafiador para todos, o ano se encerrou com muitas pessoas esperançosas de que em 2021 tudo iria melhorar. Um ano se passou desde o início da pandemia e, infelizmente, mesmo com o início da aplicação da vacina nos estados brasileiros, sabemos que as coisas demoram a melhorar e os desafios continuam aí.

 

Em 2020 a balança comercial finalizou com um superávit de US$50.9 bilhões e queda registrada tanto nas importações quanto nas exportações. Os principais países dos quais o Brasil importou foram China (23%), Estados Unidos (16%), Alemanha (5,9%) e Argentina (5,3%).

 

Mesmo com a crise que o mundo inteiro está enfrentando, as importações aumentaram 5,2% no primeiro bimestre deste ano em relação a 2020 e a tendência é aumentar ainda mais em razão do avanço da tecnologia, da desburocratização e dos profissionais cada dia mais atualizados.

 

A importação de produtos para distribuição no mercado nacional é um excelente negócio porque, além de beneficiar as empresas e consumidores, ainda beneficia o país com mais inovação, mais eficiência na produção, mais empregos e, consequentemente, mais renda para a população.

 

Com a transformação digital que vivenciamos hoje é possível encontrar um caminho para que importadores que vendem suas mercadorias no mercado nacional possam “vencer em 2021”, reduzindo custos, aumentando seu lucro e, o mais importante: entregando valor aos seus clientes. Neste artigo serão apresentadas 5 dicas que podem impulsionar os seus resultados neste ano (você irá perceber que estes 5 conceitos estão interligados e um depende do outro para o sucesso da sua empresa).

1- Tendências de mercado na importação:

Com a pandemia da COVID-19 houve diversas mudanças significativas nos padrões de consumo da população e, consequentemente, na venda: muitos produtos deixaram de ser consumidos, enquanto outros tiveram um aumento considerável, impactando diretamente nas importações. É muito importante que empresas importadoras se preocupem com as tendências do mercado no qual estão inseridas.

e-Commerce e Marketplaces

As vendas eletrônicas aumentaram 68% em 2020 em comparação com o ano anterior e a cada dia esse percentual aumenta, não apenas no formato B2C (Business to Customer) como estamos acostumados, mas especialmente B2B (Business to Business). Esse mercado é relativamente novo no Brasil, porém possui uma forte tendência de crescimento, afinal o valor das transações no e-commerce B2B pode ser três vezes maior do que no B2C. A grande vantagem de a empresa estar em um marketplace é a visibilidade que terá na internet, a chance de largar na frente da concorrência, a facilidade de comparar preços e realizar testes e a possibilidade real de aumentar o seu faturamento.

 

Vender produtos em marketplaces não é complexo, mas requer planejamento e um bom controle por parte da empresa.

2- Planejamento e controle financeiro:

Estudo de viabilidade financeira na importação

 

O cálculo de viabilidade financeira tem como objetivo prever se o investimento de capital e tempo são viáveis para desenvolver o projeto. Na importação, o ideal é realizar uma simulação com todos os custos que abrangem a operação, como: valor aduaneiro, tributos federais e estaduais, alíquotas da NCM do produto e qual será o tempo de retorno do investimento.

 

É interessante também estabelecer perguntas-chave, como “qual será a origem?”, “quais são os custos logísticos?”, “qual o INCOTERM?”, “quem são os concorrentes?, “qual será a quantidade?”, “qual será o transit time?”, “a mercadoria precisará de mais uma etapa de produção após sua chegada?”, “existem benefícios fiscais?”, “existem anuências necessárias?”, “existem peculiaridades para importação desse produto?” entre muitas outras perguntas que devem ser adequadas ao seu embarque.

 

Para deixar seu estudo mais seguro utilize uma ferramenta confiável que possua um Simulador de Custos de Importação!

Controle financeiro dos embarques

No momento em que os embarques estão acontecendo é importante que exista um controle financeiro para garantir que o que foi planejado no estudo seja efetivamente executado sem impactos no custo da mercadoria importada, para isso, é necessário ter controle sobre as despesas do processo, fechamento de câmbio, demurrages, tributações e até mesmo possíveis adversidades que possam ocorrer.

 

A tecnologia de automação pode ser uma grande aliada para otimizar o tempo que sua equipe leva para administrar todos os custos e despesas da operação.

3- Gerenciamento da operação:

Gestão de estoque

 

A gestão de estoque é essencial para que novos importadores tenham sucesso em 2021, pois garante benefícios como:

 

  • Garantia de continuidade de estoque e aumento a satisfação do cliente;
  • Poder de barganha com fornecedores e boas negociações;
  • Redução de custos;
  • Otimização do tempo;
  • Maior organização da produção e eficiência operacional.

Gestão de vendas

Gestão de vendas é o processo que engloba as ações necessárias para planejar metas de vendas e atender as demandas dos clientes.

 

Principalmente em momentos de crise é importante que exista uma comunicação com todos os integrantes da equipe, principalmente vendedores, pois eles conseguirão justificar aos clientes possíveis aumento de preços e eventuais atrasos.

Gestão de riscos

Assim como no último ano, em 2021 já identificamos muitos desafios logísticos para os players do Comércio Internacional, como:

 

  • Blank Sailing;
  • Falta de equipamento;
  • Cancelamento de voos;
  • Atrasos; e
  • Valores de frete sensíveis ao mercado.

 

Fazer um bom gerenciamento de risco pode trazer visibilidade operacional, segurança e agilidade nos processos. Quanto mais dados a empresa possuir melhor ela saberá e melhor poderá lidar com situações adversas.

Gestão do tempo

 

Em importações realizadas para a venda B2B é necessária atenção redobrada aos prazos (em todas as etapas), pois atrasos podem gerar não apenas grandes prejuízos ao processo, mas também desgaste com os clientes.

 

A gestão do tempo requer um modelo de gestão ágil em todas as etapas, desde a compra internacional até a venda no mercado nacional.

Gestão de compras

 

Diversificar os fornecedores das mercadorias e qualificá-los pode ser uma excelente estratégia para ter um preço mais competitivo, aumentar o lucro da operação e até trazer mais segurança para a cadeia de suprimentos. Deve-se sempre lembrar que a gestão de compras não significa comprar ao preço mais baixo, mas sim realizar a compra adequada, com qualidade e no tempo certo.

4- Otimização dos processos logísticos

Estudo completo da operação logística

 

A otimização de processos logísticos consiste no aprimoramento das atividades de importação em suas diferentes etapas e na busca de mais eficiência e qualidade (reduzindo gargalos, erros operacionais, trazendo mais agilidade e se adequando aos processos de distribuição). O estudo da operação logística beneficia tanto a empresa quanto seus clientes e pode até mesmo levá-la a criar um diferencial competitivo entre sua concorrência.

 

Vale lembrar que a eficiência é um processo de melhoria contínua, é necessário ter uma equipe que saiba analisar dados e informações e identifique possíveis problemas, a fim de encontrar a solução para eles.

Redução de custos

Reduzir custos logísticos pode representar grandes ganhos financeiros para o importador e existem diferentes formas de reduzir custos nas operações: benefícios fiscais, redestinação da carga, consolidação do embarque, poder de barganha com fornecedores logísticos, acompanhamento de KPIs (Indicadores-Chave de Desempenho), domínio da legislação vigente e a criatividade para resolução de problemas.

 

Quanto maior a competitividade do mercado, mais o consumidor se atenta ao valor do dinheiro e não do produto. Por esse motivo, eliminar processos desnecessários em uma operação pode ajudar a reduzir custos e ajudar o cliente a entender o valor real do produto.

5- Inteligência de mercado junto a digitalização

Tomada de decisão baseada em dados

 

O sucesso de importadores que utilizam o modelo B2B está relacionado à inteligência de mercado utilizada: conceito que estuda o mercado como um contexto geral (empresa, concorrência, consumidores e clientes).

 

A inteligência de mercado ajuda importadores na tomada de decisão através de conhecimento estratégico que foi desenvolvido através de dados e informações valiosas do mercado. Tomar decisões através de dados confiáveis reduz incertezas e aumenta a escalabilidade do negócio.

Sucesso do cliente

 

Focar em satisfazer o cliente está relacionado à percepção do cliente em encontrar as vantagens e benefícios do produto, para isso é importante saber como entregar valor. E quando falamos em “entregar valor” significa dizer que o produto deve possuir qualidade, que é o conjunto de: confiança, comprometimento e satisfação.

 

Uma vez que o cliente percebe o valor agregado ao produto adquirido ele irá se tornar leal à empresa e estará disposto a indicar novos clientes.

 

Software

 

Para realizar todas essas dicas é essencial possuir um software que te auxilie desde o início da operação (no planejamento) até a entrega de valor ao seu cliente.

 

A Gett Tecnologia é especialista em transformação digital e possui um software capaz de eliminar esforços desnecessários para os profissionais do Comércio Exterior e todo o backoffice. Ser especialista significa entender a fundo não somente os processos de Comércio Exterior, mas também as necessidades das pessoas que estão nessa área. Queremos que empresas e pessoas possam crescer por meio da tecnologia e faremos isso junto com você!

 

Solicite sua demonstração agora mesmo.

Compartilhar

Compartilhar

Compartilhar

Menu
Enviar
WhatsApp
Seja bem-vindo a Gett!